fbpx
Entre em contato pelo Telefone(41) 3343-5015

Diferença Chip pré-pago Chip M2M

chip pre pago e chip M2M

A diferença chip pré-pago e o chip M2M em rastreadores veiculares

 

Você ainda está usando um chip pré pago para suas operações de rastreamento? Neste post vamos explicar porquê essa pode não ser a melhor solução para seu negócio, desde o ponto de vista de segurança de dados, custos e estabilidade de conexão. Vamos lá? 

 

O que é um Chip pré-pago?

As operadoras de telefonia oferecem chips pré-pagos tanto para pessoas físicas como para empresas, com diferentes ofertas e planos de dados incluídos no valor pago. 

A aquisição deles é simples, pois precisamos apenas escolher a quantidade de dados que provavelmente iremos consumir nas operações da empresa. A compra pode ser feita na filial da própria operadora ou nas bancas de jornais e em outras lojas como farmácias e supermercados. 

No entanto, os chips comuns de banca não são apropriados para telemetria. Ao usar eles nas suas operações de rastreamento veicular, você pode se deparar com consumo alto de dados, já que esses chips foram feitos para uso em celulares, onde dados são consumidos em uma escala muito menor e onde a exposição a condições externas é menor. 

Vamos agora conhecer mais de perto algumas das desvantagens do uso de chips de banca em rastreamentos veiculares.

 

Por que não utilizar chip pré-pago nos seus rastreadores

Plano de dados insuficiente

Os chips não possuem plano de dados adequado para operações de rastreamento. Isso resulta em interferências em conexão.

A APN Pública que o chip de banca de jornal utiliza é basicamente um espaço comum para todos os usuários da rede e por isso, ao tentar concorrer com todos os outros utilizadores, o chip pode consumir o plano de dados rapidamente e então você precisará fazer a recarga do crédito com frequência. 

Não compatibilidade entre o dispositivo e o chip

Geralmente, os equipamentos de telemetria veicular são pré configurados para funcionar em frequências que os M2M utilizam. Ao você colocar um chip comum nesses dispositivos, a conexão irá ser mais instável e pode cair com maior frequência. Isso pode resultar em perdas de informações valiosas.


Necessidade contínua de gerenciamento 

Já pensou no risco de deixar um veículo sem comunicação, mesmo que fosse por 5 minutos? O crédito carregado no chip pode acabar em qualquer momento e então o dispositivo em que ele é utilizado ficará desconectado por um tempo, mesmo que sejam esses minutos entre que alguém se dá conta de que o crédito acabou e o processamento da recarga. 

Ao colocar chips comuns em seus veículos, é necessário ter em mente que esses chips necessitam de uma constante intervenção humana, no caso para recargas de crédito, por exemplo. Em grande escala essa com certeza não é a opção mais ágil para seu negócio. 

Navegação menos segura e mais lenta 

Os dados transmitidos através de máquinas com chips comuns não são criptografados, o que ameaça a segurança de informações enviadas. Ainda falando em proteção para as atividades da empresa, os dados estão trafegando em APN Pública, portanto a conexão pode apresentar lentidão e falhas. 

Falta de histórico de conexões


Sem histórico de conectividades, em situações como um sinistro, é difícil levantar as regiões em que o chip se conectou. Os chips comuns não registram todas as conexões em todas as antenas desde o começo de uso no veículo.



Bloqueios por parte de operadoras

A sua empresa corre risco de cancelamento ou até bloqueio da linha pela operadora por uso não adequado



Falta de suporte técnico

Se o seu chip comum parar de funcionar, pode ser difícil conseguir ajuda da operadora rapidamente e assim suas atividades estarão prejudicadas.


Dificuldade na gestão e economia


Ao usar vários chips, torna-se difícil e muitas vezes impossível acompanhar consumo de dados, valores e recargas de cada um deles. Isso pode influenciar negativamente a produtividade da equipe e trazer perdas financeiras. 


Durabilidade do chip


O chip comum é sensível a temperaturas altas, umidade e impactos externos em geral, inclusive vibrações geradas pela locomoção de um veículo, e por isso torna-se não adequado para uso em operações de indústria e rastreamento veicular. Além disso, o SIM card adquirido na banca tem data de validade: são apenas 2 anos de uso. 

Em resumo, os chips pré pagos são fáceis de se adquirir porém podem não ser a melhor solução para o seu negócio.

 

Chip comum vs. chip M2M para telemetria veicular


O uso de chips comuns pode prejudicar as operações onde precisamos de uma conexão confiável 24 horas por dia para que dispositivos possam emitir e receber informações em tempo real. Com isso, a sua empresa pode perder confiabilidade e clientes. 

Além disso, a sua empresa pode perder também recursos financeiros ao tentar gerenciar os chips de diferentes operadoras sem ter um único lugar para acompanhar o uso de todos os chips adquiridos.

 

Vantagens do chip M2M com plataforma de gestão

Os benefícios dos SIM cards M2M estão exatamente na contrapartida das desvantagens do uso de SIM cards comuns. 

O uso do chip M2M apropriado para uma comunicação confiável entre dispositivos garante à sua empresa operações de rastreamento e gerenciamento de frotas sem preocupação com falhas por questões como crédito ou pacote de dados insuficientes, lentidão por navegar numa APN pública ou ainda desgaste físico do chip que não foi fabricado para ser usado como parte de maquinário, exposto a danos externos. 

Por que usar chips M2M com gestão completa para seus rastreadores:

  • são feitos para uso contínuo de dados;
  • permitem navegação mais segura e rápida;
  • são mais robustos, portanto lidam melhor com impactos do ambiente;
  • o plano é gerenciado por  suporte técnico especializado e consultoria 
  • plataforma de gestão dedicada e completa
  • redução de custos em operações de telemetria
  • não precisa depender de uma única operadora;
  • custo-benefício por linha

Melhore seus serviços de telemetria com a plataforma de gestão M2M Datatem

Todos os negócios que faturam com ou utilizam para suas atividades conexão máquina a máquina (M2M) podem se beneficiar com a escolha de chips M2M e uma plataforma dedicada para o gerenciamento de todos os chips utilizados

A Datatem oferece uma solução completa para empresas de diversos setores: ajudamos a escolher os planos certos de dados, economizar recursos e oferecemos APN privada que possibilita uma navegação mais segura e confiável para todas as transmissões de dados entre dispositivos conectados. 

Com a Datatem, você possui controle total de todos os seus chips e pode exercer as atividades sem preocupação, usando o tempo que seria gasto com gerenciamento de contas de operadoras para melhorar seus serviços e encontrar novos clientes. 

Se interessou pela solução completa da gestão de M2M? Entre em contato com a gente!

Medidores inteligentes: qual sua relevância na gestão de medição de energia?

Os medidores inteligentes são dispositivos usados com o objetivo de coletar dados de […]

Datatem é uma das patrocinadoras do maior evento de cidades inteligentes do Brasil

O Smart City Expo Curitiba 2020 é chancelado pela FIRA Barcelona, consórcio público […]

Novidades na área de telemetria? Saiba antes que todo mundo!

    Copyright 2018 | Todos os direitos reservados a Datatem | Política de Privacidade

    Associated with 

    Scroll Up