Entre em contato pelo Telefone(41) 3343-5015

Telemetria na agricultura de precisão

Descubra nesse post qual a funcionalidade da agricultura de precisão e o que ela pode trazer de inovador aos campos e lavouras. Explicaremos como a implementação dessa técnica pode fazer com que seus gastos reduzam, através da análise de dados detalhada fornecidas através de chips M2M. Conheça também os benefícios de uma tomada de decisão antecipada, que muitas vezes pode ser o divisor entre pender uma parte da lavoura, perder totalmente ou conseguir a que safra aumente de qualidade.

 

Os temas que serão abordados neste post:

  • O que é telemetria?
  • Não confunda telemetria com aparelhos automáticos:
  • Chips M2M
  • Chip M2M com APN Privada o que é?
  • O que é a agricultura de precisão?
  • Objetivos gerais da agricultura de precisão
  • Quais são as vantagens para a produção em campo.
  • Como implementar a agricultura de precisão
  • Desafios para implementar a Agricultura de precisão

 

Primeiramente, antes de você começar a entender o que é a Agricultura de precisão, o melhor a se fazer primeiro é entender alguns conceitos comuns neste ramo,  como telemetria, e chip M2M um dos principais responsáveis pela agricultura de precisão, vamos lá?

 

O que é telemetria?

A telemetria é uma tecnologia que permite a troca de dados entre máquinas à distância, de maneira remota e sem intervenção humana, a comunicação acontece geralmente via rede GPRS. Daí vem o nome TELEMETRIA, tele = distância, metria = medição.

A agricultura é um ramo que tem se beneficiado cada vez mais dessa tecnologia e neste artigo você verá o porquê.

 

Não confunda telemetria com aparelhos automáticos:

Normalmente quando falamos de telemetria as pessoas geralmente associam com aparelhos automáticos, drones, equipamentos de verificação. Todos esses equipamentos são fundamentais para o uso de telemetria, mas não são em si telemetria. Atualmente os equipamentos modernos já possuem de fábrica um local específico para colocar o chip de telemetria e utilizando esses equipamentos e fazendo a suas devidas configurações a troca de informações entre o operador, e máquina ficará mais simplificada, evitando informações desnecessárias e que pouco ajudam no manejo do solo e da plantação .

 

Chips M2M

O chip M2M também é conhecido como chip de dados, chip de telemetria ou sim card M2M.

Um chip de telemetria é parecido com um chip comum de celular, porém é mais robusto. Ele precisa ser mais resistente por conta do local onde será utilizado, em alguns casos o chip de dados fica em dispositivos localizados a céu aberto, sob chuva, sol, oscilações de temperatura, perto de motores e maquinários que vibram e o aquecem, o que acaba gerando maior desgaste da peça.

Por conta isso, o material com que é feito o chip M2M é mais robusto, garantindo maior resistência a impactos, umidade, altas e baixas temperaturas.

 

Chip M2M com APN Privada o que é

 

O chip de telemetria da Datatem possui o que chamamos de APN PRIVADA, ou seja, você tem um canal de troca de dados exclusivo onde não haverá competição pelo tráfego de dados como ocorre em APN PÚBLICA.

Imagine comigo: Você está em uma rodovia e se depara com um longo trânsito de carros indo para a mesma direção, consequentemente você também ficara parado, preso e se movimentará muito lentamente . Essa é uma forma de ilustrarmos como funciona a APN PÚBLICA. Os carros são os dados e a rodovia a APN.

Agora imagine a mesma situação, mas agora em vez de você estar na rodovia cheia de carros e congestionada, você pode dirigir livremente por uma via onde somente você tem acesso. Você evitaria todo o trânsito, chegaria mais rápido e de forma mais confiável e segura ao seu destino.

É dessa maneira que a APN PRIVADA funciona:

Para ilustrar,  trouxemos a seguinte imagem:

Aqui você pode ver uma representação de uma APN pública para uma APN privada .

 

O que é a agricultura de precisão?

 

Tem se por agricultura de precisão uma forma mais precisa de monitorar as atividades agrícolas, através da utilização de tecnologias avançadas. A partir de dados coletados através de chips de telemetria, se torna possível a implementação da automação agrícola.

A Agricultura de precisão está associada a utilização de aparelhos avançados na utilização de validação, pesquisa e acompanhamento do solo ao longo de cada plantio. Esses aparelhos utilizam de sensores para coletar informações precisas sobre o solo, como: quantidade de plantas por M², qual é a humidade do solo a cada estágio do plantio, verificação de pragas ou inseto indesejado na plantação, coletando informações gerais sobre a saúde geral do plantio.

O objetivo final da agricultura de precisão é coletar o máximo de dados para que manter a saúde de cada talhão, e monitorar o desenvolvimento de todas as etapas da lavoura, plantio, desenvolvimento e colheita.

Todos esses dados são captados pelos sensores que estão dentro dos equipamentos e repassados para um chip de telemetria M2M, esse chip vai transformar esses dados em informação, através de uma plataforma . A agricultura de precisão leva totalmente em conta a sustentabilidade do sistema da plantação, levando em conta a quantidade de fertilizantes, pesticidas corretos para cada talhão.

 

Objetivos gerais da agricultura de precisão

 

Segundo uma pesquisa realizada pela Siga/MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio em parceria a Aprosoja/MS, Famasul e o Governo do Estado indicou,  dos 1,2 mil produtores de campos pesquisados, cerca de  65% utilizavam essa técnica de agricultura. Utilizando softwares para automatizar a produção e coleta de dados do solo.

Como o sistema é inteligente e automatizado, a redução de custos envolvendo insumos como fertilizantes, pesticidas e até a água só serão aplicadas onde e quando for necessário, diminuindo o desperdício de verba e de insumos.

No mapa acima podemos ver um dos objetivos da agricultura de precisão: visualização de concentração de calcário ao longo da lavoura.

O calcário assim como ouros minerais são essenciais para a produção e saúde das plantas e com isso é fundamental fazer o mapeamento e amostragem do solo, tudo isso para saber em quais regiões há mais calcário e quais delas está precisando de suprimentos.

Sem esses dados os produtores poderiam cometer o erro de alocar o calcário de forma uniforme na lavoura o que acarretaria em áreas com deficiência mineral e outras com muitos minerais o que seria inútil e estaria desperdiçando recursos fundamentais.

 

Quais são as vantagens da agricultura de precisão para produção em campo.

A agricultura de precisão pode ser implementada em todas as etapas da lavoura , preparação do solo, plantio, acompanhamento e colheita, os usos são diversos.

 

  • Redução de custos detalhadas: Ajuda no controle de quantidade a se utilizar os insumos onde e quando necessário;
  • Automação: Como as máquinas não param de trabalhar seja de dia e de noite a produção é bem maior;
  • Verificação e análises precisas do solo como:
  1.  Irrigação do solo
  2.  Temperatura do ar
  3.  Umidade relativa
  4.  Umidade da vegetação,
  5.  Radiação solar,
  6.  Velocidade do vento,
  7. Umidade do solo,
  8. Controle de pestes
  9. Controle de doenças das plantas
  10. – Saúde geral da plantação

 

Como implementar a Agricultura de precisão

Para começar você deve adquirir um pacote de chips de telemetria com a quantidade correta de dados que sua operação vai utilizar, aliado a isso , recomendamos que os chips venham junto um suporte especializado e uma plataforma para a supervisão de conectividade.

É importante ver se os seus maquinários são compatíveis com os chips e com a troca de dados.

Após a verificação e a confirmação de compatibilidade com as máquinas,  agora o próximo passo é adquirir um plano de chips com a Datatem, a Datatem possui uma plataforma específica para monitoramento armazenamento dos dados dos chips.

 

Desafios para implementar a Agricultura de precisão

Nem tudo são flores, infelizmente e para implementar a agricultura de precisão é preciso ficar atento aos seguintes fatores para que tudo funcione corretamente.

Primeiramente deve-se atentar para a escolha de uma boa plataforma de controle dos chips, para visualizar se eles estão todos devidamente conectados e verificar se o pacote de dados é o suficiente para a comunicação entre as máquinas e servidores  .

As máquinas mais antigas podem não ter o suporte para implementar os chips de telemetria, seja porque não tenha um hardware específico para fazer a medição dos dados ou porque não tem software correto e atualizado para conseguir enviar as informações com precisão ao servidor.

Outro desafio é o problema com conectividade no campo, sabemos que em algumas regiões do Brasil o sinal para envio de dados é precário, o que pode acarretar envio lento de dados dos servidores e eventuais desconexões devido a cobertura

O Mundo está cada vez mais moderno e novas tecnologias estão surgindo e o campo está passando por uma imensa modernização.

A telemetria pode aumentar a produção e facilitar o manejo das lavouras, trazendo uma série de benefícios tanto ao consumidor quanto ao produtor.  Ao produtor porque terá um maior aproveitamento das áreas e recursos da lavoura, automação de máquinas e tempo de serviço delas.

O que está esperando para contratar seu plano de chips M2M com a Datatem. Venha fazer parte do nosso time e de nossos Cases de sucesso!

Entre agora em contato e solicite um orçamento.

[ADIADO] Datatem na PUCPR

A Datatem acaba de se tornar parceria de mais um agente do ecossistema […]

Indústria 4.0

Quais as vantagens da Indústria 4.0? A humanidade vem refinando a forma como […]

Novidades na área de telemetria? Saiba antes que todo mundo!

    Copyright 2018 | Todos os direitos reservados a Datatem | Política de Privacidade

    Associated with