Entre em contato pelo Telefone(41) 3343-5015

Smart City: Conheça 11 benefícios

Smart City

Veja como o conceito de Smart City está revolucionando os centros urbanos.

 

Conceito e definição de “Smart City”

Segundo o portal de notícias UOL:  Pandemia abre caminho para nova definição de Smart Cities. O ritmo de crescimento e evolução das cidades está cada vez mais rápido, com isso novas oportunidades surgiram impactando para que centros urbanos melhorem a sua infraestrutura de conectividade e padrão de vida.

O que é Smart City?

Para começar é chamada de Smart City a cidade que integra várias tecnologias da informação, como a comunicação entre diversos dispositivos conectados à rede IOT (inteligência das coisas). Sua principal característica é a utilização das tecnologias da informação e comunicação (TIC). Automatização e controle. Planejamento urbano eficiente. Mobilidade urbana e transporte público sustentável. Com essa tecnologia de integração fica muito mais fácil  gerenciar a eficiência de operações e serviços da a cidade, automatizando diversas áreas para o funcionamento eficiente.

Toda essa tecnologia presente na Smart City permite uma melhor gestão de diferentes áreas e processos, como: Smart Grids, Utilities, mobilidade urbana, gestão do trânsito, logística e entre outras áreas não menos importante.

 

Benefícios de moradia em uma Smart City;

O conforto em morar numa Smart City é maior em comparação a outras cidades que possuem pouca ou nenhuma integração com a tecnologia, visto que muitos processos são automatizados sem precisarem da intervenção humana a todo o momento para manter-se em operação.

Um dos primeiro pontos a se levantar em vantagem a Smart City é a segurança que ela proporciona aos seus cidadãos, com diversas câmeras e sistemas de alarmes inteligentes o índice de criminalidade diminui consideravelmente.

A integração do sistema de transporte público também é um benefício para aqueles que tem horários definidos para chegar no trabalho ou a faculdade, mas dispõe apenas de transporte público podem ter a segurança da pontualidade de ônibus ou de metrôs.

Tecnologia integrada na Smart City; 

A conexão de toda essa rede de dados é feita através dos chips de telemetria M2M, capazes de transmitir altas quantidades de informações em alta velocidade, o chip é responsável por realizar uma série de comandos e de utilidades, para saber mais sobre os chips M2M recomendamos a leitura: Chip M2M [GUIA DEFINITIVO] Tudo o que você precisa saber.

Para entender o que é o chip M2M, temos que procurar quais são os contextos que ele é empregado, qual o seu uso o seu diferencial a um chip comum.

Telemetria aplicada nas Smart City

O chip M2M utiliza a rede GPRS (General Packet Radio Service)  para estabelecer uma comunicação e uma transição de dados via telemetria e Internet das Coisas, a rede hoje é uma das melhores e mais difundidas redes no Brasil, ela é usada em grande escala pelas operadoras de telefonia e além de ter maior abrangência, possui um custo mais baixo que as outras formas de comunicação M2M, existe várias outras redes as quais os chips M2M podem se comunicar.

IoT na Smart City;

Em inglês o termo IoT tem o significado de ”Internet of Things”, no português “Inteligência das coisas”, essa sigla se refere a aparelhos digitais que tenham um sistema de conexão entre si, trocando informação pela internet, seja apenas para realizar comandos e ações de forma autônoma.

Em outras palavras IoT é uma rede de dispositivos sejam eles veículos, robôs, sistemas de segurança ou outros aparelhos que possuam a capacidade de comunicar-se uns com os outros e estabelecerem uma conexão para que tenha a troca de dados e informações.

Podemos dizer que tal sistema inteligente é uma das outras vias da internet que utilizamos no nosso dia a dia, para que os aparelhos e outros dispositivos possam se conectar entre si e estabelecer uma comunicação devem ter o suporte computacional e a possibilidade de estabelecer comunicações com outros dispositivos.

A importância da Iot para na Smart City;

Os sistemas de IoT podem ser utilizados em diversas áreas da cidade como nos semáforos,  casas inteligentes, sistemas de super visionamento de qualidade do ar, sistema de medições de temperatura, carros inteligentes e autônomos, controle de segurança pública e privada, conheça em detalhes alguns deles:

Smart City exemplos:

Carros autônomos

Cada vez mais estamos próximos de ver carros 100% autônomos que não precisam de um condutor para dirigi-lo. Carros autônomos aliados a tecnologia IoT vão tornar cada vez mais o trânsito mais seguro e fluído, menos acidentes serão registrados por erros humanos e consequentemente menos trânsito.

Carros capazes de se comunicarem entre si e com outros diferentes sistemas de uma cidade inteligente como semáforos, fazendo com que a mobilidade urbana dentro da Smart City seja mais confortável e segura.

Segurança públicasmart

Em diversos filmes de ficção e ação podemos notar que as vezes os personagens necessitam do acesso da câmeras da cidade para rastrear alguém por meio do reconhecimento facial, fazendo esse processo mais simples e rápido.

A nossa realidade não fica atrás dessa “ficção”, na verdade já existem diversos sistemas e câmeras públicas instaladas por todos os lugares de uma Smart City que fazem o monitoramento e que possuem a tecnologia de reconhecimento facial.

Tais câmeras e sistemas são utilizados para melhor monitorar ruas e espaços públicos e caso ocorra alguma atividade fora do normal, algo que possa ser perigoso ao cidadão, a resposta das autoridades é mais rápida e precisa.

As câmeras podem transmitir vídeo em tempo real e possuírem um sistema de inteligência artificial para identificar padrões e caso algo saia fora do esperado, toda essa comunicação entre dispositivos (câmeras + central) ocorre através da telemetria e dos chips M2M.

Essa tecnologia também está por trás dos totens de segurança usados por autoridades policiais para supervisionar áreas sem a presença física de unidades de policiamento e monitoramento.

Sistema de mobilidade urbana na Smart City

Sem dúvidas quando pensamos em Smart City uma pergunta vem em nosso pensamento, “como é feita a gestão de trânsito e mobilidade pública em uma Smart City?”

O cotidiano de milhões de pessoas pelo mundo depende de uma boa gestão de trânsito e dos transportes públicos.

Sabe aqueles painéis que informam o horário previsto do metrô ou ônibus? Esses dados exibidos, são monitorados e passados a uma central para facilitar e coordenar  o sistema de transporte público, por trás dessa comunicação existem mecanismos de uma cidade inteligente.

Planejar e implementar um sistema de mobilidade para que no futuro não venhamos enfrentar problemas de trânsito ou atraso em transportes públicos é de vital importância para que a cidade cresça sem enfrentar o problema de grandes engarrafamentos.

A implementação da IoT é fundamental para essa área nas cidades que não desejam mais sofrer com grandes filas de carros, gerando um engarrafamento que pode durar horas.

Cada vez mais aplicativos de mobilidade urbana estão surgindo, aplicativos que informam com certa exatidão os horários de ônibus que são rastreados via telemetria para que os seus usuários não percam o horário.

De acordo com dados do DETRAN, a mobilidade urbana de veículos chega na cada de 45 milhes de veículos, isso dá quase 5 veículos por habitante.

Carros autônomos com acesso ao sistema IoT também entram nessa categoria, facilitando o deslocamento e evitando acidentes já que pode se comunicar com outros veículos e juntos determinarem uma área de segura e a utilizando para se mover de forma ágil e evitando ao máximo colisão com outros veículos.

Semáforos inteligentes

Talvez você nunca tenha parado pra pensar como todos os semáforos da sua cidade funcionam de forma sincronizada,  cada um desses equipamentos deve se comunicar a uma central que controla a gestão desses equipamentos, cada um deles possui um chip que controla e emite dados como momento da abertura e fechamento, falha de comunicação em caso de temporais entre outros dados.

Conceito de onda verde nos semáforos:

Com o sistema de IoT e câmeras especializadas no monitoramento de trânsito, é possível sincronizar os semáforos e colocar em prática o que chamamos de “onda verde”.

Você já teve alguma experiência de passar em uma série de semáforos abertos em uma única rua? O sinal onde você está parado abre, outro a sua frente se abre e o outro da frente também se abre e assim sucessivamente, para que o trânsito não pare, fazendo  você passar por todos sem precisar parar.

Esse fenômeno , não é sorte, é algo programado tecnicamente e chamamos isso de onda verde.

Algumas câmera de com a função de monitoramento de trânsito podem detectar caso haja um grande fluxo de carros com isso ela envia um sinal para a sincronização dos semáforos e promoverem a onda verde, evitando assim trânsitos e engarrafamentos.

Consumo inteligente da energia na Smart City.

O que seria de uma Smart City sem um bom sistema de energia para alimentá-la?

Quando falamos que uma cidade é inteligente isso também inclui seu sistema de abastecimento de energia!

Entenda o termo Smart Grid que traduzido para o português significa: “Rede elétrica inteligente”e seus principais benefícios para as cidades inteligentes.

Sistema de controle de energia:

As redes de energia inteligentes são capazes de monitorar e informar ao seu respeito para os responsáveis pela rede a todo momento, evitando assim que tenham anomalias na rede e falhas. As redes inteligentes abrangem as Smart Cities, pois geralmente são essas redes que controlam o sistema de iluminação pública.

Ligamento e desligamento de postes, aviso de lâmpada com defeito, falha na rede, perda de sinal com a central de controle, toda informação gerada é transmitida e monitorada em tempo real de forma rápida e precisa.

Vantagens de uma Smart Grid em relação à rede convencional

– Caso ocorra uma anomalia na rede elétrica um protocolo de segurança é iniciado em microssegundos evitando danos a rede e as casas e prédios conectados a ela;

– O constante monitoramento evita gastos de energia desnecessário e sobrecarregamento da rede;

– O processo de distribuição de energia mais eficiente, enviando apenas o necessário para cada parte da rede elétrica;

– Caso a produção de energia seja maior do que consumida o sistema pode armazenar para usar no futuro ou em horários de pico.

Principais benefícios:

  • Smart Grids podem diminuir o consumo brasileiro de energia em 20% ou mais;
  • O mercado brasileiro de redes inteligentes podem chegar à 36 bilhões de dólares nos próximos anos;
  • De acordo com a ABDI, até 2015 mais de 200 bilhões de dólares já haviam sido investidos nestas tecnologias ao redor do mundo!

Gerenciamento de Utilities na Smart City;

O tratamento de água e tratamento de esgoto são fundamentais para a Smart City, pois não adianta a cidade ser extremamente moderna e o fornecimento de água e o tratamento de esgoto serem ineficientes.

Um sistema de esgoto inteligente pode ajudar a tratar a água e reutilizá-la para o consumo, saber exatamente o que fazer para evitar ao máximo o desperdício e consequentemente a sua falta.

Bombas de água com o sistema de telemetria integrada e também com a conexão a IoT podem informar o quando de água está sendo retirado do poço e quanto cada casa está consumindo, evitando assim brigas em condomínios por uma cobrança injusta de água que ao final do mês é distribuída de forma igualitária para cada morador, mesmo que o consumo seja diferente.

A mesmo coisa vale para sistemas de energias, medidores inteligentes e conectados à IoT podem fornecer somente o necessário para as residências e se ajustando nos horários de pico.

 

Benefícios da telemetria e IoT na logística na Smart City

 

Quando citamos os benefícios da telemetria e do sistema de IoT para a logística algumas pessoas ainda acham que ela é apenas responsável para a gestão de rastreamento, porém há muitas usabilidades e  benefícios da telemetria na área da logística, que podem melhorar os sistemas de entregas dentro da Smart City.

Pedido e controle de estoque

Ao receber o pedido do produto a telemetria pode ser utilizada para comparar a quantidade do pedido com a quantidade do estoque, já fazendo um monitoramento automático do estoque.

Planejamento da rota

Quando for planejada a rota de entrega o essencial é entregar o maior número de cargas na mais curta rota possível, com isso o sistema de telemetria pode utilizar ao dados do endereço já recebido no momento do pedido e implementá-los para traçar a melhor rota via sistema GPS, assim fará menos viagens e entregará um número maior de cargas.

Gestão da frota

O monitoramento do veículo é essencial, com o sistema de telemetria ligado ao sistema elétrico do veículo a empresa passa a ficar mais ciente caso alguma peça precise ser trocada ou se há possibilidade de falha do veículo, fazendo a manutenção preventiva que é mais barata do que a manutenção corretiva

Rastreamento:

As cargas também podem ser rastreadas através de etiquetas inteligentes, o cliente saberá exatamente onde o seu pacote está e qual é a previsão de chegada!

Conheça as Smart City premiadas no Brasil

As Cidades de Curitiba e de São Paulo foram reconhecidas pelo seu ecossistema de inovação, segundo o Startup Ecosystem Index Report 2021. O ranking das cidades foi realizado pela StartupBlink, que dedica pesquisas responsáveis por mapear 1mil cidades em 100 países em busca de inovação na área de tecnologia

Uma citação do CEO Eli David da StartupBlink:

“À medida que o mundo inova sua saída de uma pandemia devastadora, está claro o surgimento de uma nova realidade. Tendências como e-commerce e trabalho remoto foram aceleradas numa velocidade sem precedentes, nos impulsionando a um futuro inevitável em que nossa presença digital é, em alguns momentos, mais dominante que nossa presença física. Estar num grande ecossistema vai render dividendos na forma de encontros com pessoas influentes que podem transformar seu negócio ou sua carreira”, cita Eli David, CEO da StartupBlink.

Salto de inovação na cidade de Curitiba!

O alto investimento em comércio de transporte, finanças eletrônicos, varejo e transporte levaram a Startup Ecosystem Index Report a colocarem na lista das cidades mais inovadoras do Brasil e aparecendo na posição de número 144ª , um grande avanço, subindo 39 posições em relação as medições anteriores.

O futuro já está presente, muitos desses sistemas já são implementados em nossas cidades e outros podem demorar um pouco mais para ter a sua aceitação e a implementação, mas no futuro as cidades inteligentes estarão em todos os lugares e em perfeita harmonia com a natureza, trazendo o máximo de qualidade de vida para seus cidadãos.

Dados sobre as cidades inteligentes

Até 2020 o Brasil possuía cerca de 100 cidades inteligentes e os números só vem crescendo, inclusive em cidades longes de centros urbanos no interior.

Outro dado interessante é que estima-se que no Brasil tenham cerca de 170 startups focadas em cidades inteligentes.

Temos orgulho de estarmos sediados em Curitiba PR, que de acordo com avaliação do ranking Connect Smart Cities é o o segundo estado com mais cidades inteligentes do Brasil.

Conheça mais detalhes do Ranking Connected Smart Cities 2020 

 

 

 

Vending Machines e IoT

  Tópicos:  O que são as Vending Machines? Quais os produtos comercializados em […]

IoT nas Cidades Inteligentes

Tópicos: Cidades Inteligentes:Vantagens da Smart CitySegurança – Cidades inteligentes Trânsito e Mobilidade – Cidades […]

Novidades na área de telemetria? Saiba antes que todo mundo!

    Copyright 2018 | Todos os direitos reservados a Datatem | Política de Privacidade

    Associated with