fbpx
Entre em contato pelo Telefone(41) 3343-5015

O que é APN e qual sua importância para o mercado de telemetria?

Muitos não conhecem esse termo amplamente usado dentro das telecomunicações. Porém, a APN é extremamente necessária para qualquer operação de telemetria.

A APN, ou Access Point Name (ponto de acesso, em português), é extremamente importante dentro do mercado de telemetria e Internet das Coisas.

Não é à toa, já que todo dispositivo que utiliza a rede GPRS (2G, 3G e 4G) obrigatoriamente precisa de uma APN para acessar a internet.

Mas afinal, o que é uma APN?

Esses pontos de acesso nada mais são do que endereços que permitem que um dispositivo saia da rede da operadora e consiga acessar a internet.

Os dispositivos fazem uma solicitação para acessar a internet e essa requisição é enviada para um gateway. Através dele, as transmissões conseguem ir para a rede externa à rede da operadora.

Esse gateway é a APN! É ela que permite o acesso à internet e por isso qualquer aparelho que utiliza serviços de telefonia móvel precisa ter em suas configurações um cadastro dentro da APN.

APN Pública e APN Privada

Existem dois tipos de pontos de acesso: a APN pública e a APN privada.

A APN pública é por onde todas as transmissões de dados do nosso dia a dia passam. Conexões de internet de smartphones e computadores, mensagens e ligações são apenas alguns exemplos.

Cada operadora possui a sua APN pública e um dos grandes problemas desse tipo de ponto de acesso é a quantidade de conexões que passam por ela ao mesmo tempo.

É como uma rua congestionada; as conexões estão tentando passar ao mesmo tempo e acabam concorrendo entre si. Então, essa quantidade de conexões faz com que haja mais quedas de sinal.

Além disso, a transmissão fica lenta e há um atraso no envio dos dados. Geralmente, nesses casos, as operadoras dão preferência de acesso aos chips pós-pagos e aos chips M2M.

Confira o guia mais completo da internet sobre chip M2M.

Já na APN privada, a concorrência entre as transmissões de dados é muito menor. Isso porque só consegue trafegar nela as transmissões que vieram de dispositivos cadastrados nesse ponto de acesso. Todo os dispositivos que se conectam à rede GPRS e não estão na APN privada trafegam pela APN pública.

Essas linhas que estão cadastradas na APN privada têm prioridade de acesso às torres de telefonia, ou seja, elas “passam na frente” das transmissões na APN pública. Isso melhora a qualidade da comunicação nesse tipo de ponto de acesso. Ou seja, com o número de conexões menor, as quedas de sinal diminuem e o tráfego de dados na APN privada se torna muito mais estável e segura.

Topologia simplificada da rede GPRS.

Todas as transmissões de dados, sejam elas na APN privada ou pública, passam pela mesma torre de telefonia.

A diferença é que na APN privada, as transmissões têm prioridade de acesso às torres e vão direto para os IP’s cadastrados na APN. Isso garante a segurança das informações que estão sendo transmitidas.

Normalmente, quem oferece o tráfego de dados na APN privada são empresas especializadas em telemetria e M2M, como a Datatem. As empresas adquirem esses pontos de acesso das operadoras para oferecer ao mercado de telemetria, juntamente com o chip M2M com a gestão da cadeia de transmissão de dados.

É importante ressaltar que todos os dispositivos que têm acesso à rede de telefonia móvel possuem a APN pública como padrão em suas configurações. Para acessar a APN privada, é necessário mudar nas configurações de cada aparelho.

Já no universo M2M, é muito comum pensar que as APN’s que contém smart.m2m são privadas, porém, geralmente são APN’s das próprias operadoras, disponibilizadas a todos os usuários do serviço M2M. Ou seja, não atuam como APN privada.

Qual a melhor APN para aplicações de telemetria?

Com certeza a APN privada é a ideal para qualquer tipo de aplicação de telemetria e internet das coisas, devido a sua rapidez, segurança e estabilidade.

É normal ocorrerem algumas desconexões por dia, sejam elas por questões da rede ou solicitação do equipamento. Porém, na APN pública, essas desconexões ocorrem com mais frequência devido à quantidade de transmissões tentando se conectar à torre de telefonia ao mesmo tempo.

Na APN privada há uma estabilidade de conexão muito maior e isso garante que os chips M2M ficarão ativos pela maior quantidade de tempo possível.

Isso é de suma importância principalmente para segmentos como o de rastreamento, monitoramento e segurança patrimonial. Nessas áreas em que é necessário que o tráfego de dados seja praticamente contínuo, a estabilidade é fundamental.

Por mais que a transmissão de dados na APN privada acabe sendo mais cara, as vantagens que ela traz para as operações de telemetria são inúmeras e ao longo prazo compensam o investimento.

Quer ver na prática os benefícios do tráfego de dados em uma APN privada? Confira uma demonstração da nossa plataforma de conectividade gerenciada de chip M2M!

 


Warning: preg_match(): Compilation failed: invalid range in character class at offset 12 in /home/datatem/www/wp-content/plugins/js_composer/include/classes/shortcodes/vc-basic-grid.php on line 184

Telemetria na agricultura: o futuro da produção agrícola!

Descubra como o uso de novas tecnologias na agricultura tem contribuído para o […]

Energia limpa: tudo o que você precisa saber sobre energia renovável!

Conheça algumas das soluções alternativas mais sustentáveis nos dias atuais para a geração […]

Novidades na área de telemetria? Saiba antes que todo mundo!

    Copyright 2018 | Todos os direitos reservados a Datatem | Política de Privacidade

    Associated with 

    Scroll Up
    Iniciar conversa
    Olá, gostaria de receber um orçamento personalizado.