Entre em contato pelo Telefone(41) 3343-5015

Lora e Sigfox

lorawan_sigfox_tecnologia

Lora ou Sigfox? Escolha a melhor solução de M2M para seu negócio 

Conheça as duas tecnologias que visam tornar-se padrão no universo de IoT!

LoRa e Sigfox são concorrentes na rede LPWAN (Low Power Wide Area Network) mas cada uma conta com tecnologia e modelo de negócios diferentes.

As duas soluções estão sendo usadas ao redor do mundo em diversos mercados como Smart Cities, arquitetura, agronegócio ou saúde. Antes de escolher uma ou outra, é importante saber qual atende melhor às necessidades da conectividade do seu negócio. Vamos lá? 

Sigfox: comunicação sem ruídos 


Desenvolvida pela empresa francesa que leva o mesmo nome, a Sigfox é uma tecnologia de banda ultra-estreita com infraestrutura parecida às redes de operadoras do celular: ela conta com torres, antenas e servidores de rede necessários para que sua aplicação possa enviar os dados para a nuvem. 

Benefícios da rede Sigfox

A principal vantagem da Sigfox é a conexão confiável entre dispositivos a longa distância, mesmo com ruídos e interferências. Isso porque, na hora de se comunicar, os dispositivos conectados através da Sigfox contam com plano B e plano C: eles enviam duas réplicas da mensagem em diferentes frequências e tempo. Esse “backup de mensagem” aumenta a tolerância a interferências e permite que o dado chegue onde precisa por diferentes caminhos.

Os receptores, instalados normalmente a grandes altitudes, são muito sensíveis e permitem que você use chips com potência mais baixa.

Pontos de melhoria da Sigfox

Uma desvantagem dessa tecnologia pode ser o investimento inicial. Não precisamos criar uma rede e gerenciar gateways, mas é necessário instalar as antenas e adquirir hardware: os receptores Sigfox necessitam sensores específicos para transmitir dados através dessa rede e, portanto, onde não tiver cobertura, não é possível criar uma aplicação de IoT usando a rede Sigfox.

Por isso, para fábricas ou empresas menores, o custo-benefício de implementar Sigfox pode não ser tão interessante, já que apenas dispositivos desta rede se beneficiarão com a solução. 

Outro ponto negativo é a largura da banda: são apenas 12 bytes de upload por mensagem no limite de 140 envios por dia e, no caso de download, 4 retornos por dia de apenas 8 bytes.

LoRa: a queridinha do IoT?

Assim como a Sigfox, a LoRa também é uma solução francesa, desenvolvida pela Cycleo, que posteriormente foi adquirida pela Semtech. A tecnologia da LoRa usa o espalhamento espectral com uma faixa ampla (normalmente 125 kHz ou mais) e seu “chirp”, articulado por frequência, utiliza o ganho de codificação para aumentar a sensibilidade do receptor. 

A LoRa analisa uma quantidade maior de espectro do que o SigFox (e, portanto, recebe mais interferência). Pela maior largura da banda, a comunicação pela LoRa é afetada com maior quantidade de ruídos em comparação à Sigfox, mas ganha quando a questão é codificação.

A LoRa Alliance promove um padrão aberto para redes baseadas em LoRa, denominadas LoRaWAN. Elas oferecem comunicação entre dispositivos, suporte a criptografia de ponta-a-ponta, mobilidade e serviços de localização. 

A LoRa (abreviatura de Long Range, ou área ampla, em português) tem se destacado mundialmente por possibilitar comunicação a longa diståncia (5 km em áreas urbanas e até 50 km em áreas rurais) e pelo baixo consumo de energia em dispositivos conectados a ela, sendo bastante usada em áreas de campo onde a necessidade de recarga de bateria inviabiliza outras tecnologias.

Outra vantagem da LoRa é sua fácil instalação: seus dispositivos normalmente são pequenos e alimentados com pequenas baterias. Não podemos esquecer também do custo da implementação: com LoRa, uma estação base (Gateway) é capaz de reconhecer o sinal de centenas de dispositivos com uma ampla cobertura e por isso o investimento inicial pode ser mais baixo. 

O ponto mais forte da LoRa, no entanto, talvez seja a liberdade na implementação: ao usar um rádio LoRa, precisamos de um protocolo de comunicação. Sua empresa então tem duas opções: desenvolver o seu próprio protocolo ou usar um protocolo comercial da rede LoRa, que é o LoRaWAN. Esse oferece algumas vantagens, como segurança aumentada, qualidade do serviço, ajustes de potência e outros. 

Ao optar pela rede LoRa, a sua empresa pode construir redes próprias para seus dispositivos ou ainda usar redes de terceiros. Diferente da Sigfox, que possui uma arquitetura fechada, seu negócio ganha a oportunidade de utilizar infraestrutura própria e conseguir ampla cobertura

Desvantagens da LoRa

Assim como no caso da Sigfox, para implementar LoRa, precisaremos adquirir e instalar antenas de transmissão, além da estrutura completa de IoT. 

Outra desvantagem em comum é que a LoRa só se comunica com dispositivos LoRa e não suporta conexões com sistemas que trabalham com outros protocolos, como WiFi, ZigBee e Bluetooth Low Energy (BLE). Apesar da maior distância atendida, a LoRa possui baixa taxa de transmissão de dados. 

As redes LoRa são uma boa solução para empresas que precisam contar com sinal em locais com baixa penetração de radiofrequência, como áreas rurais. LoRa beneficia projetos de digitalização do campo, auxiliando em processos de tomada de decisão baseada em dados, aumento de produtividade e redução de perdas.

 

Escolhendo a melhor solução para sua empresa

Quando se trata de conectividade para IoT, a discussão real não é sobre a rede, mas sobre a tecnologia em si. 

Vale lembrar que a padronização global para apenas um tipo de rede não é algo provável, ao menos por agora. O real foco está nas aplicações, o que torna essas tecnologias apenas ferramentas — mas não menos poderosas por isso. O que realmente impacta seu negócio é como a tecnologia escolhida resolve os desafios apresentados, levando em consideração questões como custo e operacionalidade.
Como todas as ferramentas, é necessário o manuseio correto para que os melhores resultados sejam alcançados. É aí que entra o papel crucial da gestão de tais redes.

Conexão 4.0: Mais produtividade com IoT

Na era da Indústria 4.0, aplicações que aumentam produtividade e eficiência na sua empresa são imprescindíveis. A Internet das Coisas, com suas diversas opções de conexão de dispositivos, além de potencial imenso para aumento de produtividade em diversos processos e projetos, é um excelente parceiro nesta empreitada.

De qualquer forma, antes de optar por uma ou mais soluções de conectividade, você precisará avaliar características além do custo de hardware, tais como a infraestrutura, serviço mensal, gerenciamento de dispositivos e cobertura de área, entre outros. 


Datatem: remota, flexível e descomplicada

Independente da tecnologia escolhida, com a Datatem você está a uma consulta de distância de melhores soluções em conectividade. Oferecemos a maior estabilidade de conexão do mercado, já que contamos com uma APN privada, e colaboramos com empresas dos mais diferentes setores e portes, nos destacando desde cedo em soluções para suas aplicações remotas.
Na Datatem, unimos a cobertura nacional da rede GPRS (EDGE, 3G e 4G) com uma plataforma completa de gestão de sim card M2M do país, e oferecemos um suporte técnico que entende a importância das suas operações. 


Conheça as soluções da Datatem e escolha a melhor conexão para o seu negócio!

Technology Hub Brasil 2019 teve foco em soluções para Indústria 4.0

A quarta edição do IoT Latin America, agora chamado Technology Hub Brasil 2019, […]

Telemetria na agricultura: o futuro da produção agrícola!

Descubra como o uso de novas tecnologias na agricultura tem contribuído para o […]

Novidades na área de telemetria? Saiba antes que todo mundo!

    Copyright 2018 | Todos os direitos reservados a Datatem | Política de Privacidade

    Associated with