fbpx
Entre em contato pelo Telefone(41) 3343-5015

Expectativas para a IIoT em 2020 – Parte 2 – Agronegócio

Das pequenas propriedades rurais às quilométricas fazendas, o agronegócio cresce exponencialmente com os avanços das tecnologias IIoT. Do subterrâneo aos céus, mecanismos m2m tornam a agricultura e pecuária mais eficientes e sustentáveis. Saiba mais!

Agro é muitas coisas, tal qual o jingle que passava na TV, mas, mais do que nunca, Agro é IoT. Um report de 2019 das Nações Unidas, projeta que daqui a 30 anos a população mundial alcance o patamar das 9,8 bilhões de pessoas. Embora muito tempo tenha passado desde que a frase foi cunhada, o Brasil continua sendo o celeiro do planeta. O país é o maior produtor de café do mundo, e figura nos Top 5 dos principais produtores de soja, milho e arroz, além é claro, de gado bovino. A área de cultivo atual do país é de 2.835.460km², que para melhor situar os leitores: é maior que todo o território Argentino.

 

Das pequenas propriedades aos gigantescos latifúndios, o problema essencial da agricultura é sempre o mesmo: como garantir que aquilo que foi plantado, irá crescer e dar uma colheita proveitosa? Com ferramentas tecnológicas. Há 100 anos, isso significava ferramentas manuais atreladas à tração animal. Há 50 anos, equipamentos movidos à combustível fóssil. Hoje em dia? Drones, mapeamento digital, sensores climáticos e geológicos em tempo real, e muito mais.

Percorrer o Campo Sem Sujar os Calçados

Se em uma horta de fundo de quintal, já há diferenças entre a nutritividade de diferentes áreas do solo, imaginem em uma plantação de escala industrial. Em grandes fazendas, há a possibilidade de instalarem equipamentos que medem a qualidade do solo em diferentes pontos das plantações, mas, sem que esses medidores conversassem entre si, o agricultor ainda precisava deslocar-se e coletar os dados individualmente. Mas, e se todos esses medidores não só conversassem entre si, mas repassassem os dados para uma plataforma que os organizasse, e gerasse relatórios a serem acessados pelo agricultor? É pensando nisso que cunhou-se o conceito de SMART FARMING, ou, PRECISION FARMING. Ainda que distante, o fazendeiro possui acesso ininterrupto aos mais variados dados: temperatura, nutrientes do solo, reações químicas (para determinar o melhor fertilizante), umidade e até mesmo previsões climáticas.

Sensor de Umidade do Solo Wireless, desenvolvido pela AIM2Flourish

 

Após identificar possíveis problemas nos relatórios emitidos pelos sensores, com o uso de drones, o agricultor pode sobrevoar os pontos em que há dados divergentes sendo gerados, analisar os arredores, fazer perspectivas de quanto isso impactará na colheita, e até mesmo administrar doses de fertilizantes apropriados para resgatar aquele plantio. Tudo do conforto e segurança de sua casa. 

Imagem manutenção

 

Equipamentos Sempre Em Ordem

Com o advento da IoT e plataformas M2M, o agricultor pode manter todos os seus equipamentos em funcionamento, sem precisar pará-los toda semana para revisões preventivas. Falamos mais disso no nosso primeiro post sobre as tendências, que você pode ler aqui!

Imagem_gado

 

Monitoramento de Gado

O Brasil possui o segundo maior rebanho de gado-bovino do planeta, e diferente de outros países, 90% desse rebanho é criado em pastagens, fora do confinamento. Isso faz com que a indústria agropecuária precise monitorar grandes porções territoriais, para conseguirem controlar todos os animais sob sua responsabilidade. Há diversas soluções apresentadas pela IIoT para esse problema, mas vamos tratar de duas bem diferentes entre si: sensores internos e externos. 

 

Sistema_gado
O painel de controle do SmartBow®, produto lançado pela Zoetis.

Com um chip afixado à pelagem do animal (análogo às marcações a ferro-quente apenas no conceito, pois atualmente o processo é indolor), o pecuarista pode utilizar-se de sensores de posicionamento global (GPS) para identificar onde está o seu rebanho, e com o apoio de drones, pode vistoriar grandes áreas. Com um chip interno, por sua vez, o pecuarista pode identificar animais doentes, ou até mesmo saber quando que uma fêmea prenha está para dar a luz a um terneiro, podendo deslocar-se ao local de imediato. Processos que individualmente já são surpreendentes, tornam-se inestimáveis quando pensados em escala industrial.

 

Gerenciamento Inteligente Datatem

Ou seja: para cada plantio ou animal, um ou mais sensores. Para cada sensor, um chip que transmitirá os dados. Até mesmo em uma pequena fazenda, já estamos falando de algumas dezenas de chips diferentes! Como ter certeza que as informações estão fluindo da maneira correta, e que não há gargalos de consumo de dados, ou equipamentos que estão com algum defeito de transmissão? 

 

Converse com um de nossos consultores hoje mesmo e conheça os serviços da Datatem. Assim, você gerencia suas redes e linhas de maneira inteligente, focando atenção e recursos de maneira muito mais eficiente, econômica e ágil.  Solicite seu orçamento.

 


Warning: preg_match(): Compilation failed: invalid range in character class at offset 12 in /home/datatem/www/wp-content/plugins/js_composer/include/classes/shortcodes/vc-basic-grid.php on line 184

Congresso Energia Summit

Como aumentar a produtividade de uma indústria e, ao mesmo tempo, reduzir seu […]

Eficiência energética: o que é e como se beneficiar dela!

Entenda o conceito de eficiência energética, por que ela é utilizada e como […]

Novidades na área de telemetria? Saiba antes que todo mundo!

    Copyright 2018 | Todos os direitos reservados a Datatem | Política de Privacidade

    Associated with 

    Scroll Up
    Iniciar conversa
    Olá, gostaria de receber um orçamento personalizado.