fbpx
Entre em contato pelo Telefone(41) 3343-5015

Big Data e Internet das Coisas

big data e Iot

Big Data e Internet das Coisas

A união dos dois conceitos traz informações valiosas sobre padrões e tendências, que permitem analisar rapidamente a necessidade de trocar equipamentos em uma fábrica ao conectar as máquinas à internet, repor estoque de produtos da marca com uso de chips ou evitar queda de vendas observando o comportamento de consumidores.

Empresas de diferentes setores podem usar Big Data junto com Internet das Coisas para melhorar seus produtos e serviços e gerenciar melhor seus processos, saindo na frente dos concorrentes. Confira como!

Big data e IoT: feitos um para o outro

Os gigantes de tecnologia como Uber, Google ou Spotify cruzam informações, geradas pelos próprios usuários dos seus serviços, para oferecer uma experiência extraordinária de uso. Isso porque o Big Data traz insights sobre padrões, tendências e relacionamentos através da captura de dados.

É aí onde entra a Internet das Coisas: os aparelhos conectados fornecem um grande volume de dados. Quanto maior o número de dispositivos conectados, melhores são as oportunidades de utilizar esses dispositivos para coletar dados relevantes e assim aprimorar os processos, serviços e relacionamentos da sua empresa.

Vamos conhecer cada um dos conceitos, e entender que, embora bastante diferentes, eles podem andar de mão dada e garantir sucesso para seu negócio na era da Indústria 4.0.

Big data: História

Quando falamos de Big Data, nos referimos ao armazenamento e processamento de dados, sejam eles estruturados (como por exemplo planilhas de Excel e tabelas de bancos de dados) ou não estruturados (fotos, áudios, vídeos, textos, emojis e stickers, entre outros)

Com um bom uso de dados, a sua empresa pode, por exemplo, observar um padrão entre os clientes que cancelaram um serviço de assinatura depois de um ano, e, ao identificar esse padrão em outros clientes, impedir o cancelamento antes que aconteça, através de atendimento personalizado ou melhorias do serviço oferecido.

A coleta de dados chama-se data mining (mineração de dados). O Big Data registra e analisa um grande volume de dados, muitas vezes em tempo real, ao mesmo tempo em que recebe diferentes tipos de entradas.

 

IoT: o companheiro de aventuras do Big Data

Na última década, Internet of Things, ou Internet das Coisas, tornou-se um grande aliado do Big Data. Mas, do que se trata exatamente?
IoT é uma uma rede de objetos que se conectam ao mundo online e são capazes de coletar e transmitir informação. Esses objetos podem ser celulares, (mini) computadores, veículos, prédios e outros.

Ao se comunicarem, as máquinas estão continuamente coletando dados que nutrem seu próprio sistema: é aqui onde entra a conexão entre IoT e Big Data.

Os dados gerados pelos dispositivos conectados servem para fazer previsões e antecipar o comportamento das pessoas, o que, como já vimos, nos ajuda a sermos mais eficientes na hora de se relacionar com os clientes, prever cancelamentos e impulsionar vendas, por exemplo. A parte de analisar os dados chama-se Big Data Analytics.

 

Entenda o papel de cada um no processo:

big data e Iot
Como os dados gerados , fazem Iot e Big data se conectarem em prol de insights e análises preditivas

Os principais usos de IoT e Big Data:

Vamos ver agora alguns exemplos da integração dos dois conceitos em diferentes setores do mercado:

Melhoria no ROI

IoT e Big Data Analytics estão transformando a maneira com que os negócios geram valor para os clientes: as empresas conseguem extrair o máximo de informações através dos dados gerados e assim descobrir oportunidades. Com a demanda crescente pelo armazenamento de dados, as companhias estão optando pelo armazenamento na nuvem, o que diminui o custo de implementação.

Reformulação o sistema de saúde

Big Data unido ao IoT também é capaz de fazer conexões entre sinais de dispositivos e dados existentes, o que poderá ser útil para melhorar o diagnóstico remotamente e abre as possibilidades para desenvolvimento de soluções inovativas na área de saúde.

Ajuda à indústria

Ao instalar sensores no equipamento, as fábricas conseguem coletar dados operacionais. Isso ajuda a ter uma visão profunda sobre a performance da empresa e também consegue indicar quais equipamentos precisam de reparo ou substituição antes de acontecer algum problema na produção. As principais vantagens disso são economia de trabalho e de tempo.

Big Data Analytics no Brasil

No Brasil, 60% das empresas já usam Big Data Analytics para orientar estratégias e mudanças necessárias nos negócios, segundo a pesquisa Global State of Enterprise Analytics 2019¸ da MicroStrategy.

Os principais usos de Big Data Analytics nas empresas brasileiras:

  • Desenvolvimento de novos produtos;
  • melhoria da eficiência de custos e análises de RH;
  • gestão de riscos.

No entanto, o mercado de empresas que utilizam o Big Data junto com o IoT ainda é bastante novo.

Nesse cenário, a sua empresa já pode dar os passos necessários para começar a obter detalhes sobre comportamentos, hábitos e necessidades dos potenciais consumidores e assim sair na frente dos concorrentes.

Ao investir em uma rede de dispositivos e sensores conectados à internet, seu negócio irá se beneficiar com informações valiosas, gerando insights para agregar valores aos produtos e serviços oferecidos.

E agora, que tal levar sua empresa para o próximo nível tecnológico?

Converse conosco sobre seus desafios e objetivos e juntos vamos pensar sobre as melhores soluções de conectividade para seu negócio!

 

Como escolher parceiros de conexão remota em projetos de automação industrial

Em um mundo repleto de tecnologias — no qual existem diferentes sistemas que […]

Exposec 2019: confira o que aconteceu na 22ª edição da feira

A 22ª edição da maior feira de segurança da América Latina aconteceu no […]

Novidades na área de telemetria? Saiba antes que todo mundo!

    Copyright 2018 | Todos os direitos reservados a Datatem | Política de Privacidade

    Associated with 

    Scroll Up