NOTÍCIAS

A INTERNET NOS ESTADOS UNIDOS: UM MASSACRE INESPERADO

O Mirai, software desenvolvido por hackers com o objetivo de invadir equipamentos vulneráveis para fins maliciosos invadiu milhares de dispositivos e derrubou nos Estados Unidos em ataques DDoS (ataques de negação distribuídos) em escala nunca antes vista no último dia 21 de outubro. O fato foi tão grave que foi chamado de início da Primeira Guerra Mundial Cibernética.

Na primeira vez em que o Mirai foi usado, em 30 de setembro deste ano, mais de 15 mil dispositivos IoT (incluindo câmeras de vigilância conectadas à rede) criaram fluxo de dados estimado em 1,5Tbps.
Mas se esses fatos já eram assustadores no mundo tecnológico, pode se tornar ainda pior: em 10 de outubro, foi disponibilizado o código-fonte do Mirai no Github, permitindo que qualquer pessoa que tenha interesse em usá-la possa fazê-lo.
O funcionamento do software é simples, ele faz uma varredura na internet inteira atrás de aparelhos vulneráveis, cuja senha-padrão configurada de fábrica não sofreu alteração e comandam estes equipamentos de forma organizada a fim congestionar a rede mundial. Órgãos como a Dyn, maior provedora de estrutura de internet americana, alertam que desde então os ataques estão sendo frequentes e que novas e mais aperfeiçoadas investidas estão sendo organizadas.
E a onda de rumores já começou. Muitos afirmam que esse massacre é patronizado por governos como forma de retaliação ao governo norte-americano – o principal vilão é o governo russo que há pouco se envolveu em um embate cibernético com o vice-presidente dos Estados Unidos por suposto movimento no intuito de atrapalhar a campanha da candidata Hillary Clinton. Outra organização que sofre acusações é o site WikiLeaks, especializado em denúncias anônimas, expondo dados sigilosos sobre a política norte-americana.
O que é certo é que em uma irreversível globalização todos estão expostos às ondas de escândalo e ódio desencadeada na rede mundial de computadores.
A Datatem trabalha com a mais alta tecnologia, nossa solução de conectividade agregada a nossas regras de utilização nas APN´s é capaz de proteger os terminais, que estão em nossa rede, e evitar vulnerabilidades do acesso as informações transmitidas entre uma máquina e outra no seguimento IoT. Contamos com uma equipe de engenharia e suporte técnico especializada em Iot e M2M, pronta para atender os mais variados setores. SEGURANÇA E MAIOR ESTABILIDADE DE CONEXÃO fazem parte dos diferencias da Datatem.
Quer saber mais? Entre em contato pelo número 41-3343.5015.

 datatem face 10